#

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Tudo descontroladamente controlado

Na passada segunda-feira foi dia de ter um tête-à-tête com a balança da Maria, isto, depois de seis meses e pouco sem saber como é que andávamos aqui de massas gordas e magras. A última consulta tinha sido em Junho do ano passado e lembro-me que tinha voltado a atingir o mínimo de massa gorda que alguma vez consegui, e estava com 17%. Sendo que desta última vez a perda de gordura reflectiu-se mais nas pernas e não tanto no abdómen como em 2017 pela mesma altura, ano em que voltei a saber o que era ter uma barriguinha super lisa. Foi o resultado de ter introduzido o cycling na minha rotina de treino.

Mas ósdispois meteu-se o Verão, os gelados e as tripas com chocolate, meteram-se muitas pratadas de massas e muitos hambúrgueres artesanais, meteram-se domingos de pizzas e batatas do demónio, meteu-se muito cinema e muitas pipocas, meteu-se o Natal, os chocolates, as rabanadas e outras cenas maléficas, e meteu-se o terrível mês de Janeiro em que só me dá para (continuar) comer como se não houvesse amanhã, qual lontra debulhadora. Posto isto, fui adiando as consultas de nutrição porque tinha noção que não andava a cumprir o plano, PIOR!, que andava completamente em modo lambona, pelo que não valia a pena dar uma de masoquista e ir confirmar o óbvio.

Entretanto, chegou Fevereiro e achei que estava mais do que na altura de deixar-me de merdas, pelo que marquei consulta com a minha Maria-dos-cabelos-mailindos a fim de saber qual o ponto de situação e assim voltar ao foco. Claro que para inicio de conversa tive de confessar as minhas facadas na alimentação saudável e foi muito bonito quando chegou a parte de dizer tudo o que comi no dia anterior, tendo em conta que o dia anterior foi um domingo e foi assim uma pequena desgraça desde tomar o pequeno-almoço no lugar do almoço (uma vez que acordei tarde), a lanchar uma bela de uma tripa com chocolate seguida de um balde de pipocas e terminando com uma mega tosta com salsichas pelo meio como jantar. Que vóóónito, hããã, Bruna Filipa!! Lição número um: não marcar consultas de nutrição a uma segunda-feira.
Depois disto, a Maria só dizia "eu espero bem que não tenhas ultrapassado os 20% de massa gorda!!". E puuuuuumbas!!


É caso para dizer: tudo descontroladamente controlado. A gordura corporal não disparou assim tanto e ainda consegui aumentar trezentos preciosos gramas de massa muscular. Treinar regularmente ajuda muito, imaginem, então, se conciliarmos com uma alimentação saudável e minimamente regrada.
Recordo que quando cheguei à Maria em Janeiro de 2016, pesava 61,3 kgs, estava com 25,8% de massa gorda e 43,9 de massa muscular. Sem querer, perdi massa muscular por altura da meia maratona de Aveiro e estava apenas com 41,9. Sentia-me excessivamente magra, mas lá está, não foi por opção e levei bastante tempo para conseguir recuperar o músculo perdido. Como já disse, o mínimo que consegui de massa gorda foi 17%.
Hoje, peso 59 kgs, tenho 18,7% de massa gorda e 46,7 de massa magra, tenho a gordura visceral no mínimo dos mínimos e um IMC de 20,7 considerado saudável, 15 anos de idade metabólica e o caminho passa aumentar um pouco mais a massa magra e reduzir gordura da zona abdominal essencialmente. Ou seja, adeus vidinha de lontra debulhadora!

4 comentários:

  1. :)
    Bom fim-de-semana,....
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  2. Eu bem queria deixar de ser lontra debulhora, mas depois metem-me comida da boa à frente e eu, como sou contra o desperdício alimentar, como tudo!! Aiiii que vergonha, ainda mais que nem ao ginásio vou!
    You go, Gata, agora é a valer contra as gordurinhas ahahah

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Por aqui estamos na luta para recuperar o peso depois da bebé... já não falta muito, mas os últimos kg são sempre os mais difíceis! Mas até que me inspiraste a continuar a treinar (; realmente não há dúvidas de que compensa!

    ResponderEliminar
  4. Desde já Muitos Parabéns por todo o percurso que tens tido!
    Ver o teu empenho e gosto pelo Crossfit é maravilhoso.
    Acredita que continuas a ser uma inspiração para mim.
    Já eu ando um pouco desmotivada, quando nos portamos e não vimos resultados, é irritante! Vamos ver se esta semana corre bem.

    Beijinhos
    E.H

    ResponderEliminar