#

terça-feira, 12 de junho de 2018

"A Primeira Investição de Poirot" de Agatha Christie


"o instinto é uma coisa maravilhosa. Não se pode explicá-lo nem ignorá-lo"

Depois deste post, Agatha Christie dispensa apresentações, certo?
Decidida a conhecer os livros da referida autora, nada melhor do que começar pelo primeiro. O livro "A Primeira Investigação de Poirot" - também conhecido por  "O Misterioso Caso de Styles" - foi publicado em 1920 e decorre em 1917, período da Primeira Guerra Mundial, daí algumas referências aos refugiados belgas.

O romance é narrado na primeira pessoa pelo capitão Hastings e marca a estreia daquele que, a par com Sherlock Holmes, viria a ser um detective muito famoso: Hercule Poirot. Este entra em acção aquando a morte da proprietária da mansão "Styles" dentro do seu próprio quarto. Inicialmente, fala-se em morte natural (ataque-cardíaco), mas depressa conclui-se que se trata de um crime por envenenamento, em que todos os hóspedes da casa parecem suspeitos.

Uma vez que Hastings e Hercule Poirot são personagens que constam em vários livros de Christie,  talvez importe fazer uma breve descrição deles. Então temos o capitão Hastings que é tipo o braço direito de Poirot e, geralmente, é o narrador das histórias em que aparece junto dele. São amigos inseparáveis e de longa data e, embora as suas conclusões sejam muitas vezes o oposto da realidade, as mesmas ajudam no raciocínio de Poirot.
Depois temos Hercule Poirot, de nacionalidade belga, que é descrito como sendo de estatura baixa, com a cabeça do formato de um ovo, de olhos verdes (que brilham quando excitado) e possuidor de  um bigode espesso e hirsuto, apresentando-se sempre de forma bem aprumada. Possui, nitidamente, uma clara obsessão por ordem e método, sendo o aspecto que o melhor define, para além de ser extremamente convencido e de gabar-se bastante da forma como usa as suas células cinzentas (o cérebro, vá).


Neste primeiro caso, temos um enredo complexo num cenário simples: uma casa, uma morte e vários suspeitos. Ao longo do livro, a autora consegue levar-nos a tentar decifrar as pistas que vão sendo dadas e a tecer as nossas próprias teorias em torno das mesmas. É brilhante a forma como a autora conduz-nos para determinada situação que tem tudo para ser a solução do mistério, quando no fundo está só a distrair-nos do desfecho real. Toda a interligação dos factos também é incrível. No fim, percebe-se que cada pormenor descrito ao longo do livro não foi em vão e são importantes para a explicação do crime (quando na altura parecem ter zero importância). O constatar da capacidade de raciocínio do detective Poirot (que mais não é a capacidade de raciocínio da autora) é absolutamente incrível e, por sua vez, o final é surpreendente. Facilmente se percebe tamanho sucesso de Agatha Christie!

Acredito que esta não seja a história mais espectacular de todas, mas para além de ser o primeiro livro da autora e de representar a rampa para o seu sucesso, a mansão "Styles" marca o inicio e o final das histórias do detective belga.
Entretanto, também já li a segunda história "Adversário Secreto" (a colecção Vampiro compila duas histórias no mesmo livro) e já conheci os detectives Tommy e Tuppence que são cooooompletamente diferentes do estilo de Poirot, mas também muito interessantes. Falarei deles noutro post.

J. D. Robb (pseudónimo de Nora Roberts)? Sandra Brown? Sim, continuam dentro das minhas preferências. Histórias envolventes, reviravoltas surpreendentes, mistério, suspense, não há como não gostar e não ficar agarrada ao livro. No entanto, há algo na escrita de Christie que a coloca num nível nitidamente superior, sem dúvida.

Posto isto, é certo e sabido que quero conhecer mais aventuras do detective do bigodaço, pelo que já ando no OLX à coca dos livros da colecção Vampiro (decidi manter esta edição, para além de poupar, fico com a colecção igual).
Ainda dentro deste género leituras, também quero conhecer as aventuras do Tom Ripley da escritora Patrícia Highsmith, a trilogia de Stieg Larsson (obrigada Dulce pelas dicas) e quero meter os olhinhos em Ken Follett, que há muito que me desperta curiosidade, até mesmo os seus romances históricos.
Bem, pelo andar da carruagem vou ter de começar a guardar livros na casa-de-banho (ah! ah! ah!).


14 comentários:

  1. Agatha Christie é paixão! E vais gostar também da Miss Marple que é outra das personagens dela (mas se te dedicares ao Poirot nos primeiros tempos ficas melhor servida).Já li todos dos que acima falas e dps da Agatha o que vais notar menos diferença de "qualidade" é Stieg Larsson. Para mim, Ken Follet é chato... Anda ali a engonhar... Mas vai fazendo os updates que gosto de te ler!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tenho o volume 2, 3 e 4 em vista por 7,5€ (já com portes). Hããããã, estou uma "negociadeira" do caraças!! :D
      Hummm achas Ken Follet chato? Já me deixas com algumas reservas. Ele também é com cada calhamaço que deusmalivremacuda!!
      Sim, eu vou partilhando =) Fico feliz por saber que há sempre alguém aí desse lado que gosta de ler o que vou escrevendo. =))
      Beijinho *

      Eliminar
    2. Sugestão: lê as Dez Figuras Negras e O Assassinato de Robert Ackroyd! São brutais :D

      Eliminar
  2. Adoro esta autora. É a minha preferida desde sempre. Simplesmente genial, ainda para mais se tivermos em conta a época em que ela viveu. A história de vida dela tb é fascinante. Em matéria de livros policiais, gosto de vários autores, mas a Camille Lackberg escreveu 8 (?) livros com enredos q nos prendem até ao final. É uma autora nórdica q tem um estilo muito parecido com o da Agatha Christie (na minha opinião). Depois há M.J. Arlidge q escreveu uma coleção inquietante mas de leitura compulsiva (é um bocado sinistro e muito cinematográfico, na minha opinião). Gostei pq as inspetoras é q têm um papel principal (geralmente, fazem "apenas" parte da equipa ahahah). Fora deste género, há um livro (que "virou " filme) de q talvez possa gostar: "A Sociedade secreta da tarde de casca de batata". Bem, agora fico-me por aqui pq há tantos mas tantos livros fantásticos, tudo depende do nosso estado de espírito no momento. Sorry pelo testamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual testamento qual quê!! =P

      Concordo (intriga-me o desaparecimento dela)!
      Camille Lackberg e M.J. Arlidge? Fixe, mais uns nomes para explorar! =))
      Obrigada pelas sugestões =))

      Eliminar
    2. Camille Lackberg é óptima. Também gosto muito. É daquelas autoras de quem mal sai um livro novo, compro-o logo. O mesmo se passa com a Sandra Brown, Lesley Pearse e Jodi Picoult (estas duas últimas são são policiais, são mais romances dramáticos). :)

      Eliminar
    3. Já andei a cuscar Camille Lackberg e parece-me ser boa aposta sim! Sandra Brown já conheço e adoro!

      Eliminar
    4. Mas se decidires ler algum livro dela, começa pelo primeiro. As histórias policiais são independentes mas as personagens da polícia são sempre as mesmas e há sempre algum seguimento da suas vidas privadas que só faz sentido se leres os livros pela ordem certa. :)

      Eliminar
    5. É tipo a saga de Nora Roberts (conheces?) então. Obrigada pela dica =))

      Eliminar
    6. Acho que tenho aí 2 livros dela mas nunca lhes peguei. Por alguma razão tenho andado sempre a pôr outros à frente. Talvez lhes pegue brevemente. Já agora que andas em leituras mais antigas (Agatha Christie), aconselho também o Rex Stout. Durante a adolescência li todos os livros que o meu pai tinha destes dois autores e não consigo dizer qual deles é o meu favorito (se bem que se calhar, se os lesse agora com 33 anos, a minha perspectiva pudesse ser outra :) ).

      Eliminar
  3. Se gostas de policiais, acho que vais gostar de Kepler. Todos os livros são bons, mas o homem da areia é o melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso esse nome já me chamou a atenção, nomeadamente o "O Caçador", mas não sei se não será demasiada ficção.

      Eliminar
  4. As histórias da Agatha Christie são fantásticas! As minhas preferidas são "Um crime no expresso do oriente" e " O Natal de Poirot".
    Neste fim de semana fui a uma feira de velharias e tinham lá alguns volumes da coleção a 2€ cada. Lembrei-me de ti :) Mas no olx encontras vários à venda e no custo justo também.
    Boas leituras :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que as melhores histórias são essa do "Um Crime no Expresso Oriente", "O Assassinato de Roger Ackroyd" e "As Dez Figuras Negras".
      Consegui por esse mesmo valor no OLX, com a desvantagem de acrescer os portes, mas mesmo assim três livros ficaram por 7€ =))

      Obrigada! :D Beijinho

      Eliminar