#

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Até onde vai a pequenez humana

Não sei se é do açúcar em excesso, ou se é da falta de uma vida ou se do facto de ter partilhado o meu estado de melancolia, mas ontem os fofinhos dos meus anónimos ressabiados estavam particularmente criativos. Ou parvos, vá. Só mesmo gentinha fraca e vazia de espírito é que ataca (ou tenta) outro alguém nos seus momentos mais down. É que nem o Natal, nem a esperança de um Ano Novo ilumina estas pobres almas perturbadas. O ano muda, mas a mesquinhez e o azedume continuam em todo o seu esplendor.

Isto de ter um blog era bem mais fácil se não tivéssemos de lidar com gente estúpida, mas infelizmente o ar é de todos. Na blogosfera todo o blogger, pequeno ou grande, tem os seus haters de estimação. Fieis companheiros que "não gosto", que "metes nojo", que "és ridícula-idiota-parva-burra-estúpida-e-feia", que "este blog é uma merda", mas estão aqui batidinhos tooooodos os dias sempre prontos a destilar veneno, a deixar uma palavrinha de ódio, a largar frustrações e a lançar teorias merdosas. Faz parte e confesso que até tem o seu lado divertido e até me dá um certo gozo, porque é assim que eu levo a coisa, na "descontra", meus amigos. Sempre ouvi dizer que gente bem resolvida não inferniza a vida alheia e que ninguém odeia o fraco. Por isso, nem consigo não gostar de vocês, o que sinto mesmo é pena.

Parece uma coisa transcendente, mas se não gostam do blog, não leiam o blog. Fácil. A não ser que tenham feito uma promessa a Maria de Fátima. Ahhhhhhhhhhhh nãoooo, eles vêm aqui para se rirem e para ver se a coisa melhora. Pardon my french, não percam mais o vosso precioso tempo, porque (e é com um enorme pesar que vos digo)...isto não vai melhorar. Pior? A tendência será sempre para piorar. Mas se precisam de uma desculpa para pôr aqui os cotos, eu percebo, mas continuo a dizer que talvez fosse mais interessante dedicarem-se à renda de bilros ou, então, sempre podem ir soltar a franga para outro lado.

Também acho graça à bandeirola do "tu não sabes aceitar criticas" e há sempre quem fique muito inflamado (os mesmos ressabiados) quando eu respondo ironicamente a alguém. Pois eu acho que o vosso grande problema e o que vos provoca uma grande coceira e o que vos deixa numa ira profunda é, e perdoem-me o termo, eu estar a cagar-me de ALTO para as vossas criticas (falo das destrutivas, hã). Eu sei que vocês acham que eu devia era comer e calar, mas lamento, volta e meia apetece-me dar-vos trela e trocar umas ideias com vocês. Basta abrirem os comentários para verem a carrada de criticas que aceito (algumas delas nem nunca deveria ter aceite) e que muitas das vezes nem respondo. Eu sei que a vossa pobreza de espírito não vos permite, mas não vamos confundir criticas construtivas com insultos, ataques pessoais e com comentários puramente maldosos que é isso que vocês, anónimos ressabiados, são, mal-do-sos. E vazios. E, certamente, com vidinhas muito sem graça.

Há uns tempos escrevi isto e hoje sublinho cada palavra, uma a uma e ainda acrescentava mais uns pontos, mas já esgotei o tempo de antena que tinha para com esta gentinha, até porque por mais que escreva há sempre alguém pronto a pegar nas entrelinhas e apontar o dedo. Este é o lado negro da blogosfera, os cobardes que se aproveitam do anonimato para destilar veneno, mas nem tudo é mau, há coisas que prevalecem sempre e este mundinho já me fez chegar a muitas pessoas do bem com quem tenho o enorme gosto de manter contacto e também já me trouxe outras tantas coisas boas. Enquanto tiver leitoras como a Marlene, por exemplo, tão pouco me importam os ressabiados desta vida. Tão pouco me importam os ataques vãos, porque enquanto o prazer de espezinhar é passageiro, dura apenas o tempo de escrever um comentário, o meu sentimento de estar de bem com a vida é infinito. E acho que é isso mesmo que está a faltar a muito boa gente, sentirem-se bem consigo mesmas. Mas isso é algo que vem de dentro e quando o interior é tão escuro...



P.S.: Anónimo ressabiado, sim tu aí, só mais uma coisinha. Não preciso fazer ninguém de parvo, principalmente, quando a pessoa já o é geneticamente.


Peço desculpa aos meus leitores (do bem) que não têm nada a ver com o assunto e têm de levar com isto, mas vocês sabem que isto não é para vocês. Também compreendem que uma pessoa acumula, acumula e que uma hora a tampa salta. Às vezes, é preciso pôr os pontos nos "i's". Mas isto foi só um à parte, amanhã voltamos à pirosice do costume.


40 comentários:

  1. Não entendo estas pessoas que perdem o seu tempo a apontar defeitos. No meu blog os comentários estão sujeitos a moderação por isso mesmo, aceito criticas sim, se forem feitas com o devido respeito. Agora insultos nem pensar, o meu blog não é espaço para isso!!
    E é bem como dizes, quem não gosta não precisa de ver, ninguém obriga não é verdade!!
    É o que faço, quando não gosto não vejo, e se vejo e até acho mal jamais iria deixar um comentário maldoso, há coisas que devemos guardar para nós e ponto! Não há necessidade nenhuma de ser mal educado...
    O melhor que fazes é desvalorizar mesmo, e pronto, na verdade ser invejado é muito bom, ninguém inveja o feio, o fraco ou aquele que não tem sucesso!! Se te invejam assim é porque realmente tens valor!

    Beijos
    >> http://joandcompanystyle.blogspot.pt/ <<

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que se calhar devias refletir sobre o que gera esse ódio e não digo isto com maldade mas já reparei no fenómeno que é este blog. Pode ser a tua autoconfiança e o teu autoelogio frequente? Pode ser a alguma incoerência e as mudanças de opinião muito repentinas? Não sei, Bruna, mas se aquelas frases batidas do "recebemos aquilo que cativamos" tiverem razão acho que podes olhar um bocado para dentro. Não te conheço nem me sinto à vontade para fazer juízo de valor sobre a tua personalidade mas até gostava de me sentar contigo a debater alguns aspetos que este blog me aguçam a curiosidade. O facto de teres consistentemente milhares de visitas diárias e haver tanto hate, por exemplo...
    Bom, o que interessa é estares de bem contigo mesma.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sou confiante de mim, pelo menos, bem mais do que há uns anos. Mas não estou a ver como é que isso pode gerar ódio. Quer dizer, tendo em conta que ao sermos confiantes somos mais felizes e que nem todos convivem bem com a felicidade alheia...já percebo.
      Não entendi o que queres dizer com o "autoelogio" uma vez que não tenho por hábito vir aqui dizer "ai que eu sou tão boa", "ai que gira que sou", etc.
      Também gostava de me sentar contigo para poder perceber que incoerência e mudanças repentinas falas. Mas tens razão, no meio deste "parlapiê" todo o que importa é sentir-me bem comigo.
      Um beijinho e obrigada pelo comentário.

      Eliminar
    2. Compreendo quando este anónimo diz que és incoerente e tens mudanças de opinião repentinas. Uso o exemplo de agora recorreres ao primetag por algumas vezes (quando antes criticavas quem fazia publicidade não explicita. Ou publicidade em geral, vá.). Eu aceito e acho super bem que queiras fazer dinheiro com isto, mas se sempre tivesses assumido isso era diferente. Não sou da opinião que faças por merecer os haters, longe disso. Mas já vi fazerem criticas até construtivas e tu só porque discordas acabas por não ser muito simpática. Por isso há demasiada gente desocupada e mázinha por aqui, mas também devias repensar algumas coisas antes de as dizer/escrever. E também acho que este post só vai servir para destilarem mais veneno, porque deste o tempo de antena que essa gente queria.

      Eliminar
    3. gata, por curiosidade apenas: quantas visitas diárias tens em média?

      Eliminar
    4. Outro tema que dava pano para mangas. Adoro a capacidade do ser humano para deturpar o que lê/ouve. É tipo a velha história do “quem conta um conto acrescenta um ponto”. Eu nunca critiquei quem faz publicidade. Disse sim, que nunca iria colocar a publicidade à frente da essência do blog, nem inventar histórias da tanga, muito menos dizer que gosto disto e daquilo quando não é verdade. Não há mal nenhum em publicitar algo que se enquadre nos nossos gostos pessoais e no nosso estilo de vida, desde que sejamos sinceros. É tipo juntar o útil ao agradável. A minha parceria com a Primetag esteve desde sempre assinalada e até cheguei a comentar o tipo de parceria quando nem tinha de fazê-lo. Não vês nenhuma blogger a dizer que pelo post A, B ou C em parceria com X, Y, Z acordou ganhar 500€, receber produtos no valor de x ou fazer uma viagem. Era o que faltava. O único dever é assinalar. E sermos sinceros na nossa opinião.
      Quanto ao resto, não vou comentar, porque corro sempre o risco de não ser simpática e também porque já disse o que tinha a dizer sobre o assunto.


      Respondendo à pergunta do último anónimo, neste momento, tenho "poucas", entre 4000/5000 e nos dias de look costumam ultrapassar.

      Eliminar
    5. Bruna, perdoa-me o que vou dizer e vou comentar aqui mas abordar um pouco do que se tem falado um pouco por toda a zona de comentários. Tu és a rapariga que lê um livro por ano (nada de mal! sou igual, a falta de tempo é tramada) e até me parece que lês conforme o hype ou o top de vendas e já fizeste posts a recomendar livros com a primetag. Sinto que por vezes te afastaste daquilo que tu és e que tu prezas para aproveitar uns clicks. Agora acho que os posts já têm sido 100% tu mas a certa altura, penso que no verão, achei que isto já não era bem um blog pessoal. Não me leves a mal...
      Ali abaixo falas das polémicas que os anónimos quiseram criar e as mais atentas (e mais antigas aqui pelo estaminé) sabem bem a que te referes, a questão é que por vezes parece que fazes por te aproximar da linguagem, do aspeto, das publicações. Bom, para bom entendedor meia palavra basta. Cativaste muita gente para cá vires por seres quem tu és, portanto em equipa que ganha não se mexe, mulher! Passo por cá ha anos e sinto-me à vontade para falar contigo disto, como se fossemos próximas, espero que não interpretes mal :)

      Eliminar
    6. Vocês deixam-me exauriiiiiiida da vida!! =P
      É verdade, desde que entrei na universidade, nunca mais consegui ler mais do que um/dois livros por ano. Infelizmente. Mas eu adoooooro livros, adooooro uma bela história, adooooro devorar folha a folha. Ainda no Natal recebi um livro e ando a roer-me toda para ver se lhe pego porque parece-me mesmo muito bom. Sempre que vou ao shops tenho de parar na Fnac ou na Bertrand e ir ver os livros. Eu adoro livros (estou a tornar-me repetitiva?!) e adoro ler. Por isso essa tua observação não faz muito sentido (espero não ter sentido antipática com esta afirmação [uma pessoa já nem sabe muito bem como escrever sem ter de ver o dedo indicador alheio à frente do nariz]). Todos os posts em parceria com a Primetag estavam dentro daquilo com que me identifico e dentro do que partilho habitualmente por aqui.
      Acho que o blog nunca deixou de ser pessoal, simplesmente, deixei isto mais às moscas precisamente na altura que falas. Também nunca me quis aproximar de ninguém, já ando por cá há três anos e pouco, pelo que já tiveram tempo de perceber aquilo que sou/a minha maneira de ser (principalmente as carcaças velhas cá do sitio, tipo tu =P =P).
      Obrigada pelo feedback e por te manteres por cá este tempo todo.
      Beijinho e um bom Ano Novo.

      Eliminar
  3. Tenho pena que o ano tenha mudado mas os hábitos não. É assim tão dificil não comentar quando não se gosta do look/post/desabafo ou que for? Passámos 2 semanas a desejar paz, amor, compreensão e bla bla bla e depois é isto.. enfim. E nem sei como tens tanta paciencia, juro! És uma santa rapariga! Ahaha
    Beijinhos
    Raquel Neves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem eu sei onde vou buscar paciência. Tenho um lugar garantido no céu com toda a certeza! Ahahah :D
      Beijinho Raquel

      Eliminar
  4. Conheces aquela música: que sa foda? Pronto, começa a cantá-la quando leres os comentários dessas criaturinhas! :)

    ResponderEliminar
  5. Tens toda a razão! sem qualquer dúvida. só não percebi porque meteste a conversa com a Marlene :) Não fez muito sentido para mim, mas posso não ter percebido!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se leres os comentários do post anterior vais perceber (basicamente, um anónimo insinuou que eu estava a fazer comentários em nome de outra pessoa).

      Eliminar
  6. Bruna, esse perfil de Marlene podias ter sido tu a criar e teres comentado no teu própria facebook só para depois postares aqui (uma vez que o comentário no facebook é posterior aos comentários daqui do blog). Mas mesmo não sendo, não tens de dar justificações a ninguém. E acho que dás demasiado tempo de antena aos anónimos ressabiados. É muito giro as pessoas escreverem comentários arrasadores, dizerem que não os sabes aceitar como críticas, mas não darem o corpo às balas. Que comentassem sem ser em anónimo para tu poderes ir ver e comentá-los a eles também. Uma coisa é dizer "hoje não gosto disto ou daquilo" ou "não faz o meu estilo", agora chamarem-te de parola para cima também não acho correto, se não se identificam que vão para outras bandas. E para isso tens simplesmente de deixar aceitar esses comentários maus e de dar resposta. Acredita que as pessoas acabam por deixar de comentar. Não sei é se tu vais querer isso porque vais perder a polémica no blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a falar a sério?! Bem...QUE filme. Nem vou comentar, aliás, só vou dizer que é normal que a mensagem da Marlene no Facebook seja depois dos comentários no blog, uma vez que no blog eu disse que não sabia quem ela era mas que tinha aceitado o comentário do anónimo ressabiado só para ela se rir comigo. Vai daí e contacta-me pelo Face, num gesto bastante simpático, para que ficasse a “conhecê-la” tal como ela escreve.
      MEDO…

      Em relação ao resto… Não dou demasiado tempo de antena, dou aquele que acho que tenho de dar e acredita que muito “sussugadita” ando eu. Isso de aceitar ou não aceitar comentários não é tão simples como dizes, na verdade, é um pau de dois bicos. Digamos que uma pessoa é presa por ter cão e não ter. É que se uma pessoa não aceita leva logo com o carimbo de “falta de poder de encaixe”, ah! ah! ah! Mas vá, os comentários maus que chegam a ver a luz do dia acabam por ser os mais ligeiros, este post direcciona-se para esses mas mais ainda para aqueles que não chegam a ver a luz do dia.

      Por último, dispenso polémicas. E uma das coisas boas de ter andado mais afastada da blogosfera no ano que passou foi isso mesmo, distanciar-me do “centro das atenções”. Claro que perdi visitas, mas sabia que aqueles que importavam iriam permanecer (como digo sempre, do mais valor às relações do que aos números). Já não estava a gostar de algumas situações, muito menos de guerrinhas que os “anónimos” estavam a querer criar. Não tenho paciência para isso, gosto muito de estar no meu cantinho e isto é para eu divertir-me, não para andar a chatear-me.

      Eliminar
    2. Boa noite! Eu sou uma das que permaneci sempre! Já há muito que não comento, satisfaço-me com a tua partilha e continuo a gostar imenso de te seguir, Gata Bruna! :) Leio toooodos, mas todinhos os posts. Mas por vezes o tempo é escasso para comentar. Estou sempre deste lado e não ligues aos anónimos que só gostavam de ser como tu, por isso te criticam! Um beijo grande e feliz 2017! :)

      Eliminar
    3. Joaniiiiinha! Bem que também noto a tua ausência, mas o que importa é que continuas presente. Bem sei que o tempo não dá para tudo.
      Obrigada pelo carinho e pelo comentário. Um beijinho enorme e um feliz Ano Novo *

      Eliminar
    4. Sempre!! Desculpa a ausência de comentários. Prometo dar uma palavrinha de vez em quando! :) Como gosto de ti rapariga! Continua assim :) beijo enorme ❤

      Eliminar
  7. Eu penso exatamente como tu! As críticas aceitam-se mas quando são críticas que simplesmente são para irritar uma pessoa ou assim há que chamar as pessoas à razão e fizeste-o de uma boa maneira.
    Só por isso, já ganhaste mais uma leitora e seguidora! Beijinhos,bom ano!

    missweetie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada =))
      Um beijinho e um bom ano para ti *

      Eliminar
  8. Em tempos tive um blogue mais conhecido e chegou a uma altura em que os comentários anónimos eram constantes. Mas havia um anónimo em particular que gostava de atacar por todos os lados. Acabei por fechar esse blogue porque não aguentei mais. Hoje arrependo-me mas mais tarde descobri que o anónimo era, afinal, alguém que conhecia e que além de andar a infernizar-me no blogue, fazia o mesmo fora dele. Chegou ao ponto de estragar uma amizade, de enviar emails, mensagens, fazer chamadas anónimas... enfim, nem quero recordar essa altura! Sabes, as intrigas conseguem ser poderosas sobretudo quando são contadas a pessoas ingénuas...
    Há pessoas que são simplesmente más e não são felizes e, por isso, só estão bem a tentar estragar a felicidade alheia. Não é inveja, não é nada... São apenas más, amargas e sem carácter. Só isso pode explicar que continuem insistentemente a visitar e comentar maldosamente um blogue que não se gosta.

    Beijinhos, Gata e continua assim! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha nossa... Como é que dá para ter esperança na humanidade?! Enfim.
      Eu também sei que um ou dois anónimos são gente que conheço, o resto não faz parte parte dos meus "connects", mas de certeza que gostavam, wuUuuaAaAHhHh! Mas pronto, há que saber viver no meio destas adversidades (chamemos-lhes assim).
      Um beijinho e obrigada =))

      Eliminar
  9. Eu vejo os blogs como uma forma de às vezes escrevermos sobre o que nos apetece. Corre-se o risco da exposição, óbvio que sim, mas cada um é livre de escrever o que lhe apetece. Segue quem quer. Os que não gostam vão existir sempre, há que saber levar com isso e acho que sabes.
    Bom ano e uma vida feliz... :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. O blog até é fixe, tu até és boa pessoa, só que falta um bocadinho de humildade e de poder de encaixe, só isso!

    ResponderEliminar
  11. Cuidado gata, agora crias te o meu facebook só para te elogiar a ti mesma uau!!! Não ligues não vale a pena... Gente triste...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto há gente demasiado maquiavélica para o meu gosto. Acho melhor começar a meter aqui uns incensos (ah! ah! ah! ah!).

      Eliminar
  12. Wow! Estou parva com o que para aqui vai!!
    Há teorias para tudo. LOL
    Concordo com a menina Camille: esses anónimos/haters devem ser pessoas que te conhecem - foi a primeira coisa que pensei (senão, porquê o anonimato? Devem ser aquelas invejosas que se roem todas quando tu passas. eheh).
    beijinhos e continua ;)

    https://blogdiariodeumafamilianormal.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Ola Bruna.
    Nunca comentei mas leio - te todos os dias. E sinceramente, acho que das demasiada importancia aos comentarios de quem nao te conhece. Porque o respeito é bonito, porque julgar sem conhecer a pessoa é cada vez mais facil, ignora esse negativismo e sê feliz, mantem-te fiel a ti mesma, afinal é a tua personaliade que faz com que leitores que gostam de ti voltem todos os dias.
    Beijinho.
    Aline

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Aline, obrigada pelo comentário.
      Vendo este post pode parecer que dou-lhes demasiada importância, mas na realidade não. Isto foi só o acumular e às vezes é preciso desabafar.
      Mais uma vez, obrigada.
      Beijinho e um bom ano *

      Eliminar
  14. E se a Bruna quisesse fazer do blog um circo? E se se dedicasse à jardinagem e se acabassem os looks e as cronicas? Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Assim como o layout e os conteúdos podem mudar, o público alvo também evolui, sendo nossa função, dos leitores, entenda-se, procurar novos blogs e plataformas quando aquelas que seguiamos nos deixam de interessar, ao invés de vir para aqui sugerir o modo como a Bruna gere o SEU blog.

    Beijinhos querida.

    ResponderEliminar
  15. O blog "A Gata de Saltos Altos" é o blog da Bruna Costa onde ela escreve sobre a vida dela, sobre moda, sobre desporto e sobre os mais variados temas, mas é um blog aberto a comentários onde existe interacção entre quem lê e quem escreve. Se assim não fosse este podia ser um blog como tantos em que as caixas de comentários estão fechadas e existem apenas as publicações. Ora, se a Bruna tem um blog aberto a comentários é obvio que as pessoas que o leem podem ter opiniões diferentes e gostos diferentes e podem escrever se gostam ou não e porque sim ou não, só não tem é o direito de ser malcriadas nem insultar ninguém. E não é a teoria de que quem não gosta não vem aqui, porque necessáriamente não tem que ser assim, eu por exemplo não gosto da maioria dos looks da Bruna mas venho ao blog pelo menos uma vez por dia e leio o que o Bruna publica e já acompanho o blog há muito tempo desde o tempo em que as fotos eram tiradas na parede lá de casa. Agora uma coisa é verdade e já várias pessoas comentaram, que é a falta de poder de encaixe em lidar com comentários contrários ao que a Bruna pensa e gosta e aí nota-se sim uma grande imaturidade da blogger e muitas vezes até falta de educação nas próprias respostas que dá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vou bater no ceguinho (e peço desculpa se estou a ser mal educada com esta resposta).
      Um bom Ano Novo para ti Ana.

      Eliminar
  16. Opá, alguma malta aqui vê muitos filmes! Mas também desde que li comentários de alguns anónimos a dizer que eras tu que comentavas em modo anónimo a te auto-criticares ja acredito em tudo!
    Como o meu pai diz, "os cães ladram e a caravana passa"
    Beijinhos e Bom 2017 para ti! :)

    ResponderEliminar
  17. Ora bem, eu sou nova no mundo do blog, e conheci a Bruna por um mero acaso, confesso que não tenho habito de comentar, mas vejo sempre os post.
    Acredito que devido à popularidade do blog gere algumas discórdias e opiniões divergentes, mas na minha humilde opinião, isso não dá direito a "insultos", quanto ao fato de ser ou não imatura, acho que não é por aí, existem criticas construtivas, e aquelas que apenas nos querem deitar a baixo.
    A que responder à altura a cada uma dessas situações.
    Apenas a minha opinião :)

    Beijinhos Bom Ano :)

    A Carlota
    Blog: http://a-carlota.blogspot.pt/
    Facebook : https://www.facebook.com/acarlotita/

    ResponderEliminar
  18. Adorei este post ;) não gosta não come, ponto final!
    É mesmo de gente sem educação ou bom senso e se vêm à guerra também têm que levar, mais nada!

    Bj

    ResponderEliminar
  19. Também não entendo essa gente, mas vamos ver a questão por outro prisma....se calhar, estás a ter uma magnifico trabalho até com essa gente, talvez para elas funciones como uma psicologa, como terapia e como não têm ou não querem gastar dinheiro, vêm atá aqui largar as frustações e destilar veneno...quem sabe um dia não se tornam pessoas melhores ;) :) :) :).
    Beijinhos e um Bom 2017.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Idiotas!

    Um beijinho,
    Mónica Rodrigues dos Santos

    http://cupcakewomen.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  21. Estamos sempre à procura de alguma coisa, defeitos, seja o que for, cada um é como cada qual, a vida é mesmo assim, discutir o sexo dos anjos, é disto que se trata...
    Letras Músicas em PT

    ResponderEliminar