#

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Carolina Patrocínio, "sua cadavérica"!

Confesso que quando dei de caras com as fotos acima soltei logo um "CREEEEEEEEEDO" mental (só porque não podia exteriorizar), e era bem capaz de ter o horror estampado na minha cara. Tenho inveja dos seus abdominais (apesar de não os querer assim tãooooo definidos) e do seu rabo duro (nunca lhe pus as mãos em cima, mas imagino que o seja), mas não lhe gabo a magreza, excessiva, a meu ver.

Claro está que, esta partilha feita pela Carolina, provocou logo um forróbódó "ai-jesus-nossa-senhora-meu-Deus". E porque "é assustador", e porque "mete impressão", e porque "vê-se o tórax todo", e porque "sofre de distúrbios alimentares", e rebébébéu pardais ao ninho. Todo um Carnaval completamente desnecessário, mas já se sabe como é, quando é para atacar e criticar ninguém (ou quase ninguém) se faz de rogado.

Ora, como eu disse, a imagem chocou-me, mas não teci mil e uma teorias à volta do assunto, nem tão pouco juízos de valor. E, no fundo, até senti admiração pela Carolina. E agora estão vocês aí boquiabertos com cara de tótós "O QUÊÊÊ? ADMIRAÇÃO?!!", simmmmmm, A-D-M-I-R-A-Ç-Ã-O. Eu explico. Caso eu tivesse um peito assim, tão esquelético, não teria coragem de usar esse tipo de decotes. Não que seja uma pessoa complexada, porque não sou, mas tinha a perfeita noção de que não tinha um peito bonito, pelo que não me atreveria a usar mega decotes. Isto, porque prefiro usar o que mais me favorece. E na minha opinião, repito, na minha opinião, estes decotes mais ousados não favorecem em nada quem tem o peito assim. Até pode parecer complexo, mas penso que passa mais pelo sentir bem. Tipo, se eu tenho um perímetro abdominal alargado (vulgo, pança), não vou usar crop tops como se fosse a Gisele Bundchen. Mas só porque não me sentiria bem e é aqui que está a grande questão: sentir bem. Se a Carolina Patrocínio publicou as ditas fotos foi porque se sente bem assim, tal e qual como é, não tem qualquer complexo e está de bem com o seu corpo. E no meio disto tudo, é a única coisa que realmente importa, sentir-se bem. Aceitar o nosso corpo e os nossos defeitos sem qualquer tipo de complexo, perante uma sociedade que está sempre pronta a apontar o dedo, não é para qualquer pessoa e é de louvar. No fundo, é mesmo esse o problema. Muitos de nós e, provavelmente, muitas das pessoas que a "atacaram", não se sentem bem com o seu corpo e apontar um suposto defeito na outra pessoa serve como "escape" e é uma espécie de alivio.

Porquê afirmar, com toda a convicção, que a rapariga sofre de distúrbios alimentares? Porquê?! É só estúpido. Todos nós sabemos que a Carolina pratica desporto e não são umas corridazecas, não. É desporto de alta intensidade e não é para qualquer pessoa, é preciso "ter estofo", como eu costumo dizer. Acham mesmo que ela trata os burpees, os squats, os pompes, os mountain climbers e sei lá mais o quê, por tu a pão e água?! Claaaaaaaaro que não, quem pratica desporto desta intensidade não pode ter uma alimentação com défice calórico. Por isso, deixem-se de ser pessoazinhas ressabiadas, está bem?

24-09-2013 15-51-22

59 comentários:

  1. Concordo contigo, embora me meta um bocadinho de impressão sei que aquilo pode não ser apenas devido ao desporto, mas até pode ser mesmo genético. Se ela se sente bem (e tendo em conta que é uma mulher saudável) e não tem complexos, só tem que ignorar o pessoal mesquinho.
    Era a mesma coisa que dizer a uma mulher que tem celulite para não andar de calções curtos porque é feio. Cada um sabe de si.

    ResponderEliminar
  2. Gostava muito de ter a determinação da Carolina em relação ao exercício físico, sem duvida que ela trabalha muito e bem o seu corpo, mas admito que fiquei um pouco chocada com a excessiva magreza notória na zona do peito, acho que os decotes não a favorecem. Não estou a julgar a Sra., se ela se sente bem assim bola para a frente a nada de ligar à crueldade do ser humanos, principalmente das mulheres que muitas delas conseguem ser más, muito más!

    Beijinhos,
    Blog | Instagram | Twitter |

    ResponderEliminar
  3. Compreendo tudo, mas que fica feio... lá isso fica. Agr as pessoas não se sabem exprimir, é logo com insultos e teorias da conspiração

    ResponderEliminar
  4. Desculpa Gata mas tenho mesmo de ser sincera: a imagem que me veio à mente quando vi essas fotos foi daqueles meninos sub-nutridos em África, especialmente na última foto. Envelhece-a uma boa carrada de anos.

    Amigas do Closet
    http://amigasdoclosetblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Olá linda!
    Concordo com tudo o que disseste. Também confesso que quando vi pela primeira vez as fotos fiquei chocada, mas o que importa é que ela se sinta bem com o corpo que tem e também acho que apesar de ela estar muito magrinha, não é caso para afirmarem que ela tem distúrbios alimentares, porque ela pratica desporto de alta intensidade.

    Beijinhos linda ♥

    http://sabiasdistoo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu quando vi essas fotos no facebook pensei "ai não, ela não está assim tão magra!", por acaso não tinha mesmo a mínima ideia de que estava assim, uma pessoa vê a rapariga na televisão e nem está ali com 30 olhos a tentar encontrar defeitos.. Pelo menos eu falo por mim :o
    Quando li disturbios alimentares, torci logo o nariz... Uma pessoa com um corpo tão bem definido não pode ter distúrbios alimentares se não como tinha força para tanto desporto? Mas pronto a portuguesa é assim... sempre a tentar encontrar defeitos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda gostava de saber quem lhe disse que qu tem um corpo definido não pode ter distúrbios alimentares. Mas pronto a portuguesa é assim... Sempre a tentar dar uma para a caixa e sem conseguir....

      Eliminar
    2. Ora bem sr(a) anónimo(a) da 01:15, tendo em conta que um corpo definido pressupõe: percentil de massa gorda bem baixo e um de massa magra bom a excecional, gostava que nos elucidasse como tal forma física de consegue alcançar com distúrbios alimentares. É que aquilo não se consegue com uma folha de alface sem azeite, uma maçã, 20 gramas de broculos e 3 litros de chá verde. Para ter um corpo assim fitness é preciso seguir um estilo de vida saudável, é preciso conciliar um plano de treinos com um plano alimentar adequado aos objetivos (com noção e cumprimento das macros diárias necessárias). Tanto quanto sei a Carolina teve e ainda terá acompanhamento nutricional com uma profissional (Ana Bravo, se não me engano). Mas pronto, a portuguesa é assim, perita em apontar o dedo a quem está em forma, a achar que distúrbios alimentares significam apenas bulimia e anorexia... e quem se encharca de açúcar por dia? E quem consome tanta gordura que as veias mais parecem a canalização de um oleão? E quem numa única refeição consome as gramas de sal que seriam o limite do dia? Isso também é distúrbio mas pouco ouço falar disso. A famosa reportagem ''Nós somos o que comemos'' mostrou a realidade do nosso país, com uma prevalência de obesidade infantil assustadora e aumento de doenças como diabetes, hipertensão etc. A Carolina tem um corpo que esteticamente não agrada a todos (mas na verdade, qual agrada?), mas daí a insinuar que sofre de distúrbios alimentares e que não é saudável?

      Eliminar
    3. Muito bem "dizido", anónimo 10:09.

      Eliminar
    4. Gata, fala quem muito suou as estopinhas no ginásio para conseguir ver o six-pack e alcançar definição. E acredita, teve de haver MUITA disciplina alimentar, que não passava de todo por andar a salada, sopa e fatias de fiambre de peru. Muito pelo contrário e fazia 7 refeições ao dia, com hidratos em todas menos na última (e antepenúltima, dependia da fase). Não cheguei a baixar tanto a gordura corporal como a Carolina, mas reconheço-lhe a dedicação e motivação para se manter naquele patamar de forma física, e sei que nunca poderia estar assim sem seguir um estilo de vida equilibrado nutricionalmente.
      Beijinhos e continua com o teu blogue, que vejo diariamente e adoro.

      Eliminar
    5. Também eu lhe reconheço essa dedicação e motivação, daí admirá-la. Sei bem que o meu problema (não estar a conseguir voltar ao six-pack de há uns anitos atrás, apesar do trabalho no ginásio) parte muito da alimentação. Não que coma muitas porcarias, mas não tenho uma alimentação lá muito equilibrada. Nunca fui muito de verduras, por exemplo, e isso faz falta. Tenho tentado compensar nos sumos verdes, mas nem sempre os faço. Até comprei um livro da nutricionista Mariana Abecasis para ver se começava a estabelecer alguma regra, mas tenho feito "ouvidos de marcador". Enfim...

      Fico contente por acompanhar o blog e apreciar =)) Um beijinho *

      Eliminar
    6. Anónimo das 10,19h por acaso quando referi que um corpo definido porque ter distúrbios alimentares falei da Carolina? Eu não sei da vida dela e nem quero saber, e tão importante para mim como um coco no meio da estrada. Agora que uma pessoa com corpo definido pode ter distúrbios alimentares eu lhe garanto. E trabalho numa instituição psiquiátrica onde recebo pessoas assim. Se calhar posso ver se lhe arranjo uma vaga.

      Eliminar
    7. Admira lá??? Ahhhhhhh riso dos grandes. Passa mais tempo com o treinador do que com a filha (e tenho conhecimento causa. E de uma admiração.

      Eliminar
  7. Concordo plenamente!

    http://rustorstardust.blogspot.pt/ **

    ResponderEliminar
  8. Acabaste de fazer precisamente oposto do que escreves no post: tecer juízos de valores e críticas!!

    ResponderEliminar
  9. Quando vi a imagem pensei para mim "epahhhh, mas que exagero! tão magrinhaaaaaaaa". Mas, apesar de a achar um pouco irritante e de nunca lhe ter achado grande piada, achei todos aqueles comentários mais maldosos desnecessários.

    ResponderEliminar
  10. Coitada da moça. Pode ser uma coisa genética. Eu por exemplo, tenho os pulsos e braços muito fininhos e os ossos no peito também bastante salientes.Toda a vida ouvi, "ah que estás tão magrinha", "ai que os ossos ainda te rompem a pele". O problema é que a gordura vai toda para a pança, rabo e coxas. Por muito que se tente há zonas em que não dá para engordar.

    http://thesunnysideoflifeblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como entendo o que dizes. Ohhhh se entendo!

      Eliminar
  11. Eu não gosto. É magreza demais.
    Cristina F.

    ResponderEliminar
  12. Coitadinho do Gonçalo uvinha, umas mãos tao grandes e sem onde agarrar. A dianinha vai ser filha única.... Ainda bem que tem primeiros para brincar.

    ResponderEliminar
  13. Jessica Athaíde!

    ResponderEliminar
  14. Eu não dela, e não acho corpo dela bonito. Mas, se ela se sente bem assim então que seja :)

    ResponderEliminar
  15. Há pessoas que adoram ser maldosas e que só estão bem a fazer ofensas gratuitas. Se se metessem na vida delas ganhavam mais. Eu também não me sentiria bem a usar decote se a minha zona do peito fosse assim, mas a questão - e que tu tão bem referiste - é mesmo essa: sentir-se bem. E se ela gosta não somos ninguém para criticar. Ela melhor do que qualquer outro sabe o que faz com o seu corpo a nível de alimentação e exercício físico e de certeza que está bem preparada para ambos. É incrível como partem logo para determinados juízos de valor

    ResponderEliminar
  16. Eu também não gosto de ver. Mas daí a fazer esses comentários estúpidos vai uma grande distância...

    http://janeiroemparis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Adoro os abdominais dela, infelizmente o decote EU não o acho bonito. Mas isto sou EU. Ela é que saberá como se sente bem, e se sente bem, força!

    1beijo,
    http://umblogsoparamim.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. A meu ver, e pessoalmente a Carolina é lindíssima. E se pensássemos na sua magreza ou noutros aspectos muita gente não sairia à rua. Cada um, é cada um, e nós mulheres ainda deveríamos respeitarmo-nos enquanto mulheres, sem complexos, sem dramas. Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Se ela partilhou essas fotos é porque se sente bem consigo mesma e não tem qualquer complexo. Eu também não usaria esse tipo de decote se tivesse o peito assim (não tenho o peito assim e não uso na mesma). Tal como não uso certo tipo de peças porque não me fazem sentir bem. Nota-se que ela não é insegura e tem muito orgulho no seu corpo e isso é que é importante! Não me parece que esteja a sofrer algum tipo de distúrbio, simplesmente pratica exercício físico todos os dias e sempre foi naturalmente magra.

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. aquela cara...

    ResponderEliminar
  21. Não gosto, não era capaz, aliás, ela já publicou uma foto posterior com um alfinete de peito que a compõe mais e gostei porque a favorece bastante. É uma opinião, e só existe porque ela se expôs/expõe e, opinar faz parte mas, o que é absolutamente escusado são os comentários maldosos, tipo 'bota abaixo' que se seguiram. Por vezes, acho, que há pessoas que vivem agarradas à net à espera de algo para destilar o seu veneno diário. E isso sim é deprimente.

    ResponderEliminar
  22. Não esquecer que para além da Carolina fazer muito exercício físico, foi mãe e amamentou ou ainda amamenta, facto este que por norma altera o peito da mulher.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida o que altera o peito é a gravidez não a amamentação. E acha mesmo que ainda amamenta a filha? E preciso tempo e muita dedicação. A menos que quando tenha ido viajar a tenha amamentado via shype

      Eliminar
    2. Aí já cá faltava as defensoras da amamentação e o seu cego fundamentalismo ... Como é que pode afirmar algo que desconhece ? E mesmo que ela não amamente é menos dedicada por isso?
      Eu sou uma defensora da amamentação mas sou completamente contra fundamentalismos e as fundamentalistas da mama são tão cheias de verdades absolutas ... Que até irrita!!!

      Eliminar
    3. Eu disse que só quem amamenta e que dedicada? Coitadas das pessoas que não conseguiam... Eu sou a favor do que for melhor para mãe e bebé quer seja mama ou não. Se for melhor para ambos. Agora, Se a senhora é ignorante e não sabe ler, vá aprender. Não é preciso conhecer para saber o óbvio... Se amamenta-se não tinha ido viajar sem a bebé. Não é bom nem mau, é o que é. Agora guarde lá as suas inseguranças E frustrações e se calhar informá-lo que pode ser para a próxima as coisas corram melhor e deixa de se irritar tanto. Não vá rebentar-lhe uma veia na cabeça.

      Eliminar
    4. Cara anônima , quem não tem conhecimento de nada é você :
      1- como sabe que ela viajou sem a bébé ? Só porque não tem fotos dela com a bébé?
      2- às mães que amamentam podem viajar sem os bebes, sabia ? Basta para isso deixarem o leite anteriormente armazenado, e da se ao bebe através de uma maravilhosa invenção a que chamam biberões
      3- ela pode manter a estimulação do leite através de outra maravilhosa invenção a que chamam bomba ( e pode armazenar esse leite inclusive , se tiver as condições reunidas para tal) ;
      4 - amamentar não tem necessariamente de ser castrativo , pode se mantido com disciplina, esforço e claro dedicação .
      Agora anônima , saia da sua caverna e venha até aoseculo atual, onde as mães fazem escolhas , cedências e no final o que importa é se tão todos felizes .
      É só para sua informação ( as veias que podem rebentar na cabeça como você afirmou) são aneurismas e para esse processo é necessário bem mais do que irritar mo nós com pessoas parvas que debitam comentários idiotas em blogs ,

      Eliminar
    5. Anonimo das 21h48, então quem viaja sem os filhos não está a amamentar ?
      Que estranho, o que será que a minha filha bebeu quando voltei ao trabalho e tinha de todas as semanas ir dois dias a Lisboa? ???
      Amamentei a até ter um ano e viajava bastante , só tinha de tirar leite e deixar , percebeu ???

      Eliminar
    6. Queridas sei porque tenho amigos em comuM Portanto, cara anónima das 8h55 idiota é a senhora que tem imensa propriedade sem base nenhuma. Ficou indignada por dizer que a amamentação implica esforço e dedicação e afinal agora já concorda? Capacidade de raciocínio? É melhor ir ver no dicionário para treiba-la, bem precisa. E chica esperta se calhar nem no Google sabe pesquisar, mas como trabalho na área e não percebeu a piada, aneurisma não é somente cerebral e "veia a rebentar na cabeça" não é um aneurisma mas sim um AVC hemorrágico. Mas olhe confesso que prefiro estar na minha caverna, a andar às claras a mostrar a ignorância como a senhora. Mas por favor continue a divertir-me... Quanto ao anónimo das 8h58 não é por viajar que não está a amamentar mas quem está a amamentar não viaja sem o filho por opção. A senhora estava em trabalho coitada de si foi forçada a isso... Mas diga-me se tivesse opção de ficar em casa enquanto amamentar não teria preferido a tirar leite? Por isso a pessoa viaja por necessidade e não há nada a fazer ou por prazer e relaxamento, se tem que tirar leite deixa de ter o efeito pretendido, percebeu?

      Eliminar
    7. Oh anonima,aí é a gravidez que altera o peito ? Gostava de lhe mostrar o meu , é que grávida só aumentei um tamanho, com a amamentação aumentei dois e agora... Olha agora nem é bom de se ver... Se acham que a Catolina está mal , então o que diriam do meu. Dar de mamar, é muitobom muito bonito mas deixa sequelas como no meu caso

      Eliminar
    8. Olhe por experiência Não fiquei com alteração. A literatura diz que a gravidez é que altera o peito. Agora como não se amamenta sem passar pela gravidez....

      Eliminar
    9. Mais uma que se acusa sobrea amamentação vs peito . Não notei alteração nenhuma na gravidez mas depois de amamentar ... Crreeedddoooo!!!!

      Eliminar
    10. Anônimo das 10h13, tanta burrice junta . Que medo de pessoas assim!!! Armada em chica esperta, manda os outros ir procurar no Google , tem amigos em comum e também trabalha na área ... Tanta justificação para não dizer porcaria nenhuma ... Tontinha!!!
      E já agora , ( até porque se trabalha na área ) devia saber que avc hemorrágico ocorre a nível das artérias e não das veias .

      Eliminar
    11. Eu sou a das 8h58 e em primeiro lugar:
      COITADA DE SI...por ser tão mas tão burrinha, afinal qual é a área em que trabalha ??? É que pelo seu discurso ( e não menosprezando a função) eu diria que lava escadas e que por isso é que ataca pessoas em blogs, comece por ler o primeiro comentário que fez e lá é perceptível o seu tom de desdém .
      Eu Tinha de trabalhar mas acima de tudo QUERIA trabalhar, porque é que acha que iria preferir ficar em casa??? Por você é uma FUNDAMENTALISTA. E como tal não consegue perceber que existem pessoas que são felizes nas escolhas que fazem é que não sentem vontade de ficar em casa , que gostam de ter um bom balanço entre vida pessoal e profissional .

      Mais uma vez lhe digo COITADA DE SI!!!
      E como não tenho pachorra para gente burra , idiota e toldada no seu raciocínio não lhe vou responder a mais nenhum comentário provocatorio, por ação contrário de si, tenho coisas mais importantes para fazer do que responder a uma anonima ressabiada .
      Beijinho querida anonima

      Eliminar
    12. Bom dia, tentando ser imparcial às opiniões aqui emitidas, vou só dar um parecer , pois parece me que estamos a falar destas coisas distintas no que diz respeito às alteracoes no peito e se estas estão relacionadas com a amamentação ou com a gravidez .
      Na realidade estão todas certas , porque ambas as situações provocam alterações , contudo as alterações que aqui estão a ser discutidas como o aspecto do peito depois de amamentar deve se sobretudo à amamentação . O peito sofre de facto alteracoes na gravidez , mas são sobretudo processos hormonais , que ocorrem para a preparação da amamentação . As alterações físicas essas são mais evidentes durante amamentação e sobretudo após ( é frequente as mães relatarem sobre as diferenças de tamanho na copa , sobre o aparecimento de estrias e sobre o descaimento e flacidez na área em questão )
      Ana Sousa

      Eliminar
    13. Anónimo das 10h40, por acaso pode se amamentar sem passar pela gravidez. Chama se a este processo relactacao e é mais comum em mulheres que adoptam bebes e pretendem amamenta los. Numa primeira fase tomam alguns indutores hormonais e na fase seguinte amamentam através de um tubo com leite adaptado para estimulação . É extraordinário !!!
      Ines

      Eliminar
    14. Anónima das 11h19 nunca disse que a minha área era outra. Se sou fundamentalista por achar que todas as mães se pudessem ficavam com os filhos em casa por algum tempo, quer seja pela amamentação, por querer acompanhar o primeiro ano de vida, whatever, então sim, sou fundamentalista. Antes isso que preconceituosA. Eu também estou grávida 😝 também quero!!!gora sim! Atingiu o auge Da... a senhora não ataca as pessoas no blog então o que tem vindo a fazer? Esclareça-me, que sou mesmo burra :D deve ser daquelas pessoas que desde que seja o Robin wood não faz mal roubar. E querida se fosse assim tão feliz e fosse opção ter ido trabalhar não vinha justifica-la para blogs ;) claro que quem não tem condições financeiras para estar em casa durante mais algum tempo do que a licença permite, tem que se conformar. Se calhar é mesmo importante não perder tempo nos blogs e ir a um psicólogo. Se formos reler os comentários diria que a ressabiada, não sou eu...

      Eliminar
    15. Anónimo das 11h08 tem razão. Burrice mesmo. Devia ter dito vaso e não veia. Obrigada pela correção.

      Eliminar
    16. Preconceituosa é a anonima que parte do princípio que todas queremos ficar em casa e se não ficamos é porque não podemos financeiramente ( coitadinhos de nos) ou porque não queremos ( essa nova geração de mulheres que ama os filhos mas também ama ser ativa , sabe o que é?)

      Eliminar
    17. Anônimo do comentário das 12h31, esta a insinuar o que ???eu fui mãe à oito meses e tive de licença 5 meses e mais um mês de férias e embora tenha adorado cada minuto também fiquei feliz por ter voltado ao trabalho , porque como já foi referido até aqui nesta conversa eu, e volto a frisar eu, já não tinha assunto porque as minhas rotinas centravam se em prestar cuidados a um bebe. E agora esse mesmo bebe, é muitíssimo bem cuidado a mãe dele( eu) vai feliz trabalhar e volta a casa feliz por saber que vai estar com ele . CUidado com estas afirmações , é por causa de mentalidades como a sua que as mulheres não podem dizer alto e bom som que não seriam totalmente felizes se só tivessem de cuidar dos filhos, porque vinham logo estes comentários e os psicólogos estão co
      Consultórios cheios de mães que carregam sentimentos de culpa, quando não os deviam ter.

      Eliminar
  23. Concordo totalmente com o que está escrito.
    Dizer a alguém "estás gordo" é feio mas dizer "estás magra" é normal para muita gente.
    Se cada vez que vejo banhas eu dissesse "Xi, tás gorda!" não me parece que gostassem....
    Mas as pessoas acham normalíssimo dizer "flana está cadavérica". Só tenho uma interpretação: Inveja!
    Todos temos opinião sobre o assunto "visual" mas falar com o objetivo de deitar abaixo não me parece bem. A outra estava gorda (Jéssica), esta está magra.... Haja paciência!

    ResponderEliminar
  24. Não gosto da magreza da Carolina (do decote) como não gosto dos pneus e da celulite e estrias da maior parte das que dizem mal dela. Agora pensem! Olhem para vocês antes de deitar abaixo.

    ResponderEliminar
  25. Ela é fabulosa, tem uma força de vontade imensa. Não acho que tenha o peito mais bonito, mas admiro o facto de gostar de se ver de qualquer maneira. Isso sim, é de louvar.

    ResponderEliminar
  26. "pessoazinhas ressabiadas" disse tudo! Eu pessoalmente não acho bonito esse decote, acho-a excessivamente magra. Mas se ela se sente bem, se está saudável, quem sou eu para criticar? Não gosto, não olho. Simples assim. Cada um sabe da sua vida, do que gosta, de como se sente. Se a Carolina (ou outra pessoa qualquer) é feliz a fazer exercício físico e a ter este aspeto, que assim seja. Eu, por exemplo, sou feliz com a minha pancinha. São vidas.

    ResponderEliminar
  27. Nunca achei esta miúda minimamente gira ou "boa"... pernas arqueadas, cara feia, quase sem peito, abdominais de homem... só o rabo é que se safa... E nestas fotos ainda está pior.

    ResponderEliminar
  28. Também estive a ler os comentários que fizeram nas fotografias dela e fiquei chocada com muita coisa que por lá li. É como disseste, aquelas pessoas apontam o dedo aos defeitos dos outros para se "esquecerem" dos seus, enfim.

    ResponderEliminar
  29. O anónimo das 11h19 arrependeu-se e vem fingir ser outra ressabiada. Não percebe que o tom barraqueiro nota-se à distância.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou você é o anónimo que começou esta feuda ou então gosta mesmo de ver o circo pegar fogo.
      Mas parece me que pela incongruência no discurso que aposto na primeira opção .Vá dormir , que amanhã já lhe passa.

      Eliminar
  30. Meninas, eu acho que isto não é falar mal . São apenas meras opiniões. A Carolina e uma figura pública e sabe das consequências.Também não e o meu protótipo de mulher.
    Isso de primeiro temos que nos ver ao espelho antes de julgar, não tem nada haver no meu conceito. Eu posso ter o corpo pior devido a vários factores , mas posso ter o meu ideal de mulher na minha cabeça.
    Será que por opinar serei uma pessoa má?

    ResponderEliminar
  31. Eu acho que as pessoas não sabem o que querem. Nunca se poderá agradar a todos, desde que a miúda se sinta bem é o que importa, oh!

    Ana, A Policromia
    A Policromia no Facebook

    ResponderEliminar
  32. Credo! na minha opinião acho que está feia

    ResponderEliminar