#

domingo, 16 de outubro de 2016

Short hair, don't care

Se há uns anos me dissessem "um dia ainda vais cortar o cabelo pelos ombros" eu brindava com uma resposta do tipo "'tás pior", "bebe água", "nunca na vida", "junta mais tabaco nisso, porque está a bater forte" ou outras pérolas do género.
Sempre fui mulher de cabelos compridos tipo best friend forever versão cabelo e pensava ser o que mais me favorecia. Já para não falar que tinha a ideia parva de que um cabelo comprido era bem mais feminino e dava um ar muito mais sexy à mulher. Tonta!
A juntar a isto, não sou muito de grandes mudanças. Sou zero radical, só o simples acto de pensar em sair da zona de conforto deixa-me desconfortável e o desconhecido deixa-me completamente a "patinar". Então se a conversa era cabelo, ui, ui, "fait attention". Resumidamente, eu fazia parte daquele grupo do "SÓÓÓ pontas" quando ia ao cabeleireiro.

Foi no final do ano passado que dei o primeiro e grande passo para libertar-me da prisão do cabelo comprido e só posso garantir que foi uma das melhores resoluções de final de ano/inicio de outro. Confesso que entrei em choque no primeiro dia, tal como partilhei na altura, porque foi uma mudança mesmo drástica - para além daquela sensação de ir com a mão atrás das costas e não encontrar cabelo nenhum (o drama, a tragédia, o horror!!), também foi a cor, um pouco mais escura e, basicamente, não me reconhecia, não encontrava a Bruna -, mas no dia seguinte já me olhava no espelho, abanava a cabeça para um lado e para o outro com aquele ar de "oh si cariño, mi gusta mucho" e rapidamente digeri a mudança e comecei a gostar mesmo, mesmo de me ver assim, bem mais airosa.

Antes:


Depois:


Entretanto, o cabelo cresceu, cresceu, cresceu e já andava desde o final das férias a remoer e a pensar no que fazer desta vez. Basicamente, andava na duvida entre cortar só umas pontas e fazer um pequeno escadeado para deixá-lo crescer novamente, ou então, cortar novamente mais curto. Mas entre uma coisa e outra, também andava com desejos de algo diferente, algo que voltasse a marcar a diferença. Depois de anos sempre no mesmo registo, agora, dá-me para isto (será da idade?). Mas acho que estava mesmo a precisar de um novo refresh e assim foi, sem medos só que não.

Voltei a cortar mais curto (um pouquinho mais do que a primeira vez, parece-me), no entanto, com um ligeiro escadeado nas pontas para conferir algum movimento. Sempre ficou ligeiramente diferente do último corte e A-DO-REI. Raismaspartam que nunca pensei vir a dizer isto!! Mas fiquei realmente fã dos cabelos pelos ombros. Gosto da liberdade que um cabelo curto proporciona e, especialmente, do pouco trabalho que me dá no dia-a-dia. Para além de ser super versátil e de me favorecer bem mais, acho.

Mas não me fiquei por aqui e depois de mil e uma dúvidas e hesitações...decidi: 'bora lá arriscar num ombré hair. Acabei por não aguardar uma semana e voltei a sentar-me na "cadeira eléctrica" no dia seguinte. Digo cadeira eléctrica porque toda eu era nervos e "ai o que me vai acontecer", "ai o que é que vai sair daqui", "ai que vou cometer mais um suicídio capilar". Traumas antigos, senhores, traumas antigos. Há uns anos também me bateu o bichinho da mudança e como ainda tinha fobia à tesoura, restava-me recorrer às pinturas, então, resolvi fazer umas madeixas a roçar o loiro que só ficaram ali a roçar a desgraça, gente, a (puta da) desgraaaaça!! Desde então jurei para nunca mais, tintas?!, sai demónio.
Mas o ombré andava-me aqui a mexer com os sentimentos. Acho mesmo giro ver as pontas mais claras. Então, o que é que eu pensei? "Vais e fazes, se não gostares tens bom remédio, pintas na tua cor natural e assunto arrumado". E pronto, assim foi, cheia de "ses" e "mas", mas foi. A própria cabeleireira topou o meu estado de ansiedade, já que mostrei trezentas vezes o que eu pretendia mais ou menos e repeti outras tantas que não queria um contraste muito grande, logo, nada de descolarar até à loirice. Só eu (ah! ah! ah!).

No fim, não podia ter ficado mais satisfeita e senti-me logo liberta de todas as ansiedades e receios de estar à beira de um novo atentado capilar. A descoloração ficou no ponto e gostei mesmo de me ver neste registo.
Quanto ao cabelo curto, assim será por mais uma temporada. Não sei se alguma vez voltarei a ter o cabelo comprido - que isto com o avançar da idade, quanto mais prático melhor -, mas comparando o "antes" e "depois" sinto-me bem mais rendida a este novo eu. E a verdade é que nestes meses todos nunca bateu a saudade do cabelão como receava ao inicio, por isso...short hair, don't care.

Antes:


Depois:



36 comentários:

  1. Ficou giro eu pelo menos gosto ;)

    ResponderEliminar
  2. 'tá giro, sim senhora mas acho que nada bate o primeiro corte que fizeste o ano passado...aquele tom escuro favorece-te mesmo muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar do choque inicial, também gostei muito de me ver com o cabelo mais escuro (já o maridão...nem por isso, eheheh).

      Eliminar
  3. Apesar de andar ambas as mudanças que fizes, tenho que admitir que esta mais recente é a minha favorita :)

    ResponderEliminar
  4. Eu por acaso sou o oposto que tu em relação a esse assunto. Desde os 17 anos já fiz todo o tipo de coisas! Só ainda não fui totalmente loira porque acho que não me vai favorecer, mas desde vermelhão (o que a parveira faz :D) a preto, já foi tudo! Por isso quando perdi o cabelo custou muito, mas ultrapassei rápido. E agora que ele está a crescer, adoro ter o cabelo assim curtinho!! Tenho imensas saudades do meu cabelão, mas é tão bom mudar!
    E olha que no teu caso, mudaste mesmo pra melhor. O ombré ficou mesmo giro e esse corte dá-te um ar muito mais leve! :)

    Beijinhos
    Laura Neves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagino Laura =/ Mas o importante é que conseguiste ultrapassar e (nunca pensei vir a dizer isto) cabelo...é só cabelo, cresce. E como já te disse antes, ficas liiiiinda com o cabelo curtinho, só tens de manter esse sorrisão (que é o nosso melhor look).
      Quanto ao meu ombré, acho que sim, foi aposta ganha =))

      Beijinho grande *

      Eliminar
  5. Há pessoas que ficam com um ar tão pesado com o cabelo comprido que só depois de o cortarem é que se apercebem disso...por exemplo, tu tinhas um cabelo bonito mas depois de o teres cortado e comparando fotografias é que se percebe o ar mais leve e jovial com que ficas.
    Está muito bonito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podia estar mais de acordo!
      Obrigada =))

      Eliminar
  6. Uma pergunta: no dia a dia costumas esticar o cabelo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummmm como assim? Quando seco dou apenas um jeito com a escova de rolo e está feito (só para não ficar muito loba). Quando quero ficar com o cabelo mais esticadinho e certinho, passo a placa, mas isso é só às vezes e por norma ao fim-de-semana.

      Eliminar
  7. Eu adorei a transformação, já o tinha comentado no teu instagram. Acho que cortaste mais do que o ano passado, mas acredito que te fica imensamente bem. O cabelo em ombre era algo que ate gostava de experimentar, no entanto acho não ficaria muito bem com o meu tom de pele. De qualquer forma, ficamos à espera de um look do dia para ver como se enquadra (se São Pedro fizer uma pausa da chuva)
    Por onde anda a Sofia?

    ResponderEliminar
  8. O visual que mais gosto é o primeiro! Gosto de te ver tanto de cabelo curto como comprido, embora eu prefira o comprido, mas isso já é um gosto pessoal. Não gostei muito quando escureceste o cabelo, sinceramente. Quanto a este novo visual, gostei bastante! É como eu tenho o meu, embora comprido :)

    ResponderEliminar
  9. Ficaste muito melhor com o cabelo mais curto, isso praticamente nem tem discussão. Agora o ombré é das tais merdas (desculpa o termo) que nem todas as cabeleireiras sabem saber. No meu ver a cor abriu demais e parece muito queimado do sol. O ombré não deve descer tantos tons da nossa cor natural. Na foto do insta parecia perfeito. Se tu gostas é o que importa. É o meu ponto de vista, não é lei :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A foto no insta é mais real. Fui ver as fotos que tirei e o marido abusou na edição desta foto! Eheheh
      Mas sim, é uma técnica que deve ser feita junto de profissionais senão...sai caca.

      Eliminar
  10. Gatinha, eu fiz o mesmo. Tinha um cabelão e cortei acima dos ombros. Não estou nada arrependida e, tal como tu, só usava cabelo comprido. Acho que o short hair veio para ficar. Até o marido, que não era nada a favor do corte, se rendeu completamente.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja coragem, não é? :D
      Mas sim, o short hair está para ficar! =))
      Beijinho *

      Eliminar
  11. Está óptimo!!!! Adorei. Até se poupa em champo X)

    ResponderEliminar
  12. Estás ainda mais Gata ;-) sempre apostas-te no ombré hair, ficou mesmo muito muito giro. E o corte? (Suspiros...)

    ResponderEliminar
  13. aprovado! Atenção, agora cada vez que cortas, fica mais curto :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Naaaaa, não vai mais além disto!! (agora falta-me aqui o macaquinho a tapar os olhos, ahahah :D)

      Eliminar
  14. Gosto muito, está com um aspecto super saudável (=

    ResponderEliminar
  15. Estás ótima, adorei!

    Beijinhos ♥
    Mónica Rodrigues dos Santos
    http://cupcakewomen.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Eu cá acho que estás bem gira! Já eu dei uma carecada ao meu e estou mais arrependida do que sei lá eu o quê. Tenho saudades do meu cabelão!

    ResponderEliminar
  17. Está mesmo muito bem:) Eu também cortei e estou a adorar :)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. Eu gosto, ficou muito bem...já és gira, mas ficaste ainda mais ;).
    Beijinhos e boa semana.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  19. Muito bom, eu gosto imenso do resultado final..
    Dá um ar mais fresco e jovial!!!

    Bjos!!

    ResponderEliminar
  20. Oh gata está tão giro :)
    Gosto muito e já estavas a precisar! Parabéns pela coragem.
    Em relação ao loiro, eu gosto muito de ver fica muito giro, mas eu não conseguia.

    Beijinhos
    E.H

    ResponderEliminar
  21. Gosto muito!!! Fica muito elegante.
    Eu tenho cabelão mas no ano passado cortei pelos ombros (um bocadinho mais comprido do que tu cortaste da primeira vez) e gostei mesmo muito. Só que agora, olhando para as fotos, acho que nao me favorece muito por eu ter uma cara muito redondinha. Acho que me faz mais gorda do que já sou :p Mas em ti está ótimo e o ombré ficou bonito!

    ResponderEliminar
  22. Ficou lindo lindo! Também concordo que ficas mais bonita ainda com cabelo curto :) dá-te um ar mais leve, mais fresquinha! E o ombré ficou lindo :D Acho bem que me tenhas ouvido :P (Só gostava que de repente não me tivesses a dar vontade de cortar o meu também!!)

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Good deal Gata...Ficou mesmo mt giro. Eu ando ha que tempos para fazer ombre (mas nao na Austria, para teres uma ideia ja cheguei a cortar o cabelo em casa so para nao o por nas maos destas cabeleireiras desnaturadas), mas dps quando estou de ferias em PT nunca calha e daqui a pouco ja nem tenho idade pra isso :/

    ResponderEliminar
  24. Ainda não vi de frente, mas sem dúvida que te favorece ;)

    ResponderEliminar
  25. Comecei a seguir-te há relativamente pouco tempo e por isso não conhecia as transformações todas. Mas concordo que o cabelo mais curto te favorece muuuito!!! Também tinha um cabelo enorme até ao dia em que decidi cortar uns 15cm ou mais de cabelo. Ninguém gostava, diziam mesmo que estava feia mas o que interessa? Senti-me leve e mais importante, perdi aquela coisa de "se a cabeleireira me corta mais meio milímetro o cabelo é a tragédia". Neste momento se cortar demais, ele cresce. Há coisas mais importantes na vida. Só custa a primeira!!
    Continua gira como sempre 😊
    Um beijinho

    ResponderEliminar